União faz proposta ao Tubarão para ceder uso do estádio
Matéria via DS / Postado dia 10-08-2018

A novela envolvendo o Domingos Silveira Gonzales pode estar perto do fim. A União desistiu momentaneamente de pedir a reintegração de posse da área do estádio, e fez uma proposta ao Atlético Tubarão para tentar regularizar o uso do imóvel.

Elaborada pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU), a proposta prevê a cessão de uso do estádio ao clube, que atualmente o ocupa de forma irregular. Para isso, no entanto, o Atlético Tubarão teria que pagar uma multa atualizada em cerca de R$ 3,4 milhões, referente à ocupação indevida ao longo dos últimos anos.

O pagamento da multa é o principal item da proposta, que conta ainda com outras três condições. A cessão inicial seria por um período de três meses. A partir daí, a SPU seguiria fazendo avaliações trimestrais, a fim de observar o cumprimento dos critérios do acordo. A íntegra da proposta da União não foi divulgada. O documento é assinado pelo superintendente substituto da SPU de Santa Catarina, Carlos José Bauer.

Agora, a Justiça aguarda a manifestação da defesa do Tubarão. Caso o clube concorde com os termos estabelecidos pela União, uma audiência de conciliação entre as partes deve ser agendada. Os advogados têm até 15 dias para se pronunciar sobre o assunto. 

A proposta da SPU foi enviada à Justiça na quarta-feira, depois que a 1ª Vara Federal de Tubarão negou, no mês de junho, um pedido de liminar da Advocacia Geral da União para a reintegração de posse da área do estádio Domingos Gonzales, e sugeriu uma conciliação entre a União e o clube.

Ao indeferir a liminar, a juíza federal Ana Lídia Silva Mello Monteiro argumentou que a própria SPU já havia indicado não ter interesse em manter os imóveis no domínio da União, além de destacar a função social desempenhada pelo uso da área por parte do Atlético Tubarão.

Além do estádio Domingos Silveira Gonzales, onde o Peixe manda seus jogos, treina e mantém a estrutura administrativa, a área em discussão abrange ainda o Ginásio de Esportes José Warmuth Teixeira e campos de treinamento. Em dezembro de 2017, a SPU avaliou os imóveis em R$ 4 milhões e 650 mil.


ENTENDA O CASO

A área do estádio Domingos Gonzales era propriedade da Rede Ferroviária Federal, e utilizada pelo Esporte Clube Ferroviário, que depois passou a ser Tubarão Futebol Clube. 

Durante o governo Fernando Henrique Cardoso, a rede ferroviária foi extinta, e todo seu patrimônio passou à União. Contudo, no ano 2000, um convênio buscou repassar a propriedade para a prefeitura da cidade. A transação foi questionada pelo ministério público, e acabou sendo anulada pelo STF no ano passado, o que fez com que os bens voltassem ao patrimônio federal. 

Até a conclusão do processo, que se arrastou por 17 anos, coube à prefeitura administrar a área. Durante esse tempo, o município cedeu o uso do estádio ao Clube Atlético Tubarão, que fez melhorias significativas no local. Mas, com o retorno dos bens à União, a ocupação do imóvel passou a ser irregular.



Veja Também
Florianópolis Justiça decreta prisão de mulher suspeita de matar marido coronel da PM
Família de brasileiros mortos no Chile pretende fazer velório coletivo em SC
Previsão Tempo fica instável com aberturas de sol e nuvens nesta sexta-feira em SC
Reta final do Estadual serve de inspiração para time