Futsal joga com entrada franca
Matéria via DS / Postado dia 16-05-2018

A partida entre Tubarão e Joaçaba, hoje à noite, pela Liga Nacional de Futsal, na Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva, será especial. O confronto terá transmissão ao vivo pelo canal SporTV e ingressos gratuitos para toda a comunidade. O duelo começa às 18h15.

O acesso gratuito é uma iniciativa da prefeitura e da Associação Desportiva Futsal Tubaronense (ADFT) por ocasião da programação do mês de aniversário de 148 anos do município. 

Segundo o presidente da ADFT, Eduardo Rigotti, a procura por ingressos foi bastante grande nos últimos dias e a expectativa é de um bom público - 2.600 ingressos já haviam sido distribuídos até o começo da noite de ontem. 

As entradas são limitadas e precisam ser retiradas na Fundação Municipal de Esporte (FME), que fica na Arena. O local estará aberto hoje até o horário do jogo. A Arena Multiuso tem capacidade para 3.200 pessoas.

Tubarão e Joaçaba chegam para essa partida em situações bastante parecidas na Liga Nacional de Futsal. Ambos têm cinco pontos e uma campanha de seis jogos com uma vitória, dois empates e três derrotas. O aproveitamento é idêntico: 27,8%. A única diferença é o saldo de gols: Tubarão tem -5, e Joaçaba, -4.



Veja Também
Na estreia, Peixe vai reencontrar Waguinho Dias
Evento une idosos de Pescaria Brava
Idosa deixa imóvel e precisa de apoio
Bebê agredida segue em estado grave

A bebê de dois meses que teria sido agredida pelo paicontinua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. 

A menina de Capivari de Baixo passou por cirurgia e, até o fechamento desta edição, seu estado de saúde era considerado grave. O caso aconteceu na terça-feira e foi trazido com exclusividade pelo DS. 

A criança chegou à unidade junto com os pais. Após atendimento, os médicos atestaram que ela tinha afundamento de crânio e hematomas. A polícia e o conselho tutelar foram acionados, pois a desconfiança era que ela tivesse sido agredida. 

Com isso, os pais foram detidos. Após conversa com o delegado responsável pelo caso, Vandilson Moreira da Silva, o homem de 25 anos, pai da criança, foi acusado pela mãe de ser o responsável pelas agressões. Ele alegava que a criança não era filha biológica dele, pois o casal é negro e a criança, branca. 

O pai, suspeito de agredir a bebê, foi preso e segue recluso no Presídio Regional de Tubarão. Já a mãe, foi ouvida e liberada. Ela será investigada por omissão. À polícia, ela afirmou que era ameaçada e agredida pelo marido e que, por isso, não havia o denunciado antes. Esta seria a terceira vez que a bebê foi hospitalizada. Na primeira vez, estava com costelas quebradas. Nos casos anteriores, a família alegava acidentes domésticos.

A Polícia Civil ainda aguarda um laudo pericial para confirmar as agressões. O pai deve responder por maus-tratos e tentativa de homicídio. A polícia teve deferimento da Justiça para o pedido de prisão preventiva.