Peter correrá de Porto Alegre a Tubarão
Matéria via DS / Postado dia 16-05-2018

O tubaronense Peter Corrêa de Souza está entre os 40 atletas que vão participar da Ultramaratona 1.000 km Brasil, no mês de setembro, na cidade de Paulo de Frontin, no Rio de Janeiro. Antes, porém, o ultramaratonista pretende pôr à prova condicionamento físico e estratégias num teste e tanto, correndo de Porto Alegre a Tubarão.

“A preparação para a ultramaratona exige alguns treinos específicos, como esse que vou fazer vindo de Porto Alegre. Será uma distância de aproximadamente 330 quilômetros, em um treino dividido em três dias”, conta Peter, que pretende colocar o desafio em prática no fim desse mês.

O primeiro trajeto vai ser feito entre a capital gaúcha e a cidade de Osório, percorrendo uma distância em torno de 109 quilômetros. Depois, Peter parte rumo a Passo de Torres, com mais cerca de 110 quilômetros. Na última etapa do treino, ele completa os últimos 110 quilômetros do teste entre Passo de Torres e Tubarão.

“É extremo, mas tem que ser assim, até porque lá na ultramaratona vou precisar correr no mínimo 100 quilômetros por dia. Vai ser um grande desgaste”, comenta Peter Corrêa.

Esta não vai ser a primeira vez que o corredor pega a estrada a fim de se preparar para uma ultramaratona. Em novembro do ano passado, ele completou o trajeto entre Florianópolis e Tubarão, de cerca de 180 quilômetros, como uma espécie de teste para a Ultramaratona Extremo-Sul. Na ocasião, o treinamento deu certo: Peter terminou a Extremo-Sul no segundo lugar de sua categoria.

Agora, a preparação é mais intensa. Além do teste entre Porto Alegre e Tubarão, o ultramaratonista tem feito dois treinos diários de musculação e um de corrida. “Estou fazendo uma média de 200 quilômetros por semana”, conta.


Desafio de elite

O tamanho da dedicação tem a ver com a grandeza do desafio e do evento. “Será a primeira ultramaratona de mil quilômetros da América do Sul, reunindo apenas atletas de elite. Estou muito feliz por ter conseguido entrar nesse desafio tão extremo”, comenta o atleta.

A Ultramaratona 1.000 km Brasil ocorrerá entre 21 e 30 de setembro. Até lá, além de treinar, Peter Corrêa também busca apoio para financiar a participação na disputa. “Serão dez dias de prova, mais a viagem, um gasto bem elevado”, diz.

Apesar das dificuldades, o ultramaratonista mantém boas expectativas. “A meta principal é concluir os mil quilômetros. Mas acredito que possa superá-la e voltar do Rio de Janeiro com um troféu, o que é o meu sonho”, revela Peter.



Veja Também
Vasco demite Jorginho após apenas dez partidas
Hercílio Luz terá escolinha de futebol em Capivari

Com a intenção de fortalecer as categorias de base no ano do centenário, o Hercílio Luz oficializou ontem sua primeira escolinha de futebol fora de Tubarão. Ela ficará em Capivari de Baixo, e faz parte de um projeto que pretende levar escolinhas a todas as cidades da região.

O Núcleo Capivari de Baixo, como é chamado pelo clube, funcionará junto da Kapiva Soccer. A empresa é de propriedade da família Stang, e já tem uma escolinha para meninos com idade entre seis e 14 anos em funcionamento há quatro anos. A coordenação e administração são feitas por Ricardo e Lucas Stang.

Com a parceria com o clube de Tubarão, a intenção é que os meninos tenham uma oportunidade a mais, passando a integrar, depois, o time Sub-15 do Hercílio Luz.

De acordo com a diretoria, o projeto é o primeiro passo para o novo ciclo do Hercílio Luz, que quer investir forte nas bases e tornar o clube e a região uma referência na formação de atletas. O treinador do time será o professor Muriel Foizer. 

Para marcar a oficialização da Escolinha Hercílio Luz FC - Núcleo Capivari de Baixo, um jogo amistoso será realizado no dia 18 de agosto, às 11h. Ainda neste ano, a meta é abrir outros núcleos na Amurel. Neste primeiro momento, Pescaria Brava, Gravatal e Laguna são possibilidades.

Criada a semana de humanização do parto
Tubarão Futsal joga hoje com o Concordia