Petrobras anuncia novo aumento na gasolina e diesel para esta quarta
Matéria via Campo Grande News / Postado dia 16-05-2018

A partir desta quarta-feira (16) a Petrobras aumentará em de 2% o preço do diesel e 1,84% a gasolina comercializados nas refinarias. A alta foi anunciada pela Petrobras e a notícia vinculada pelo Valor Econômico. Está é a sétima vez consecutiva que a estatal eleva os preços dos combustíveis em maio deste ano no país.

Com o aumento, o litro do diesel “A” passará de R$ 2,2236 para R$ 2,2682. E o da gasolina “A” irá de 1,9330 para R$ 1,9686.

Na última sexta-feira, a Petrobras já havia anunciado novo reajuste para a gasolina que entrou em vigor no fim de semana. 

A política de preços adotada a partir de julho do ano passado pela Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras se baseia no preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais desses produtos mais os custos que os importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo, esclareceu a empresa.

Segundo ela, “a paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”. O preço considera ainda uma margem que cobre eventuais riscos, como volatilidade do câmbio e dos preços.

Pesquisa – Ainda sem contabilizar o novo reajuste, levantamento feito pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível), aponta que Mato Grosso do Sul ocupa a sexta posição dos Estado onde a gasolina é mais barata.

A gasolina mais cara encontrada entre todos esses estabelecimentos saía por R$ 4,69 em Três Lagoas, enquanto o mais barato era vendido por R$ 3,89 em Dourados.

Em Campo Grande, o preço mínimo desse combustível aumentou três centavos nas duas últimas semanas e foi calculado em R$ 4,04. O produto mais em conta estava sendo vendido por R$ 3,98 e o mais caro por R$ 4,09 na cidade.



Veja Também
Na estreia, Peixe vai reencontrar Waguinho Dias
Evento une idosos de Pescaria Brava
Idosa deixa imóvel e precisa de apoio
Bebê agredida segue em estado grave

A bebê de dois meses que teria sido agredida pelo paicontinua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. 

A menina de Capivari de Baixo passou por cirurgia e, até o fechamento desta edição, seu estado de saúde era considerado grave. O caso aconteceu na terça-feira e foi trazido com exclusividade pelo DS. 

A criança chegou à unidade junto com os pais. Após atendimento, os médicos atestaram que ela tinha afundamento de crânio e hematomas. A polícia e o conselho tutelar foram acionados, pois a desconfiança era que ela tivesse sido agredida. 

Com isso, os pais foram detidos. Após conversa com o delegado responsável pelo caso, Vandilson Moreira da Silva, o homem de 25 anos, pai da criança, foi acusado pela mãe de ser o responsável pelas agressões. Ele alegava que a criança não era filha biológica dele, pois o casal é negro e a criança, branca. 

O pai, suspeito de agredir a bebê, foi preso e segue recluso no Presídio Regional de Tubarão. Já a mãe, foi ouvida e liberada. Ela será investigada por omissão. À polícia, ela afirmou que era ameaçada e agredida pelo marido e que, por isso, não havia o denunciado antes. Esta seria a terceira vez que a bebê foi hospitalizada. Na primeira vez, estava com costelas quebradas. Nos casos anteriores, a família alegava acidentes domésticos.

A Polícia Civil ainda aguarda um laudo pericial para confirmar as agressões. O pai deve responder por maus-tratos e tentativa de homicídio. A polícia teve deferimento da Justiça para o pedido de prisão preventiva.