Policial ferido em acidente segue na UTI
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 13-03-2018

Um dos policiais militares de Tubarão que sofreu um acidente de moto enquanto se deslocava para atendimento na cidade segue sob cuidados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. O acidente aconteceu na tarde de domingo, no município. 

Segundo informações da Polícia Militar, os policiais conduziam duas motocicletas que estavam em deslocamento para atendimento em apoio a outra viatura da PM, no bairro Campestre. Eles seguiam pelo mesmo sentido da via, quando colidiram em um veículo Nissan Frontier. Os dois policiais foram conduzidos ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, um deles em estado grave e o outro com lesões leves.

De acordo com o comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Tubarão, tenente-coronel Sílvio Lisboa, ainda no domingo um dos policiais foi liberado. Ele teve várias escoriações pelo corpo e uma fratura no dedo de uma das mãos. Já o outro policial ferido fez uma cirurgia na cabeça para estancar um sangramento. Até ontem ele estava estabilizado na UTI e, segundo os médicos, deveria permanecer no local por 36h.



Veja Também
Debutantes: dez meninas realizam um sonho
Jean retorna ao Peixe após empréstimo
Leão recebe o Flu e busca a terceira vitória seguida
Incêndio atinge empresa de Orleans

Um incêndio em uma empresa de Orleans mobilizou bombeiros da região. O fogo teve início na manhã de ontem. Inicialmente, diversas guarnições foram acionadas, pois o incêndio seria de grandes proporções. Então, se deslocaram a Orleans apoios de Tubarão, Urussanga, Braço do Norte e Criciúma.

O fogo não chegou a se espalhar como o previsto, e por isso não foi necessário o uso de todo o apoio. Dois caminhões-pipa da própria empresa foram usados para que o fogo não se alastrasse. Conforme informações, as chamas iniciaram no setor de pintura e passaram pelo exaustor, que dá vasão ao cheiro. 

O incêndio começou por volta das 11h, e não houve feridos. Apenas uma parte do telhado do galpão e o próprio exaustor foram danificados. O fogo teria iniciado, conforme os bombeiros, no momento em que o eletricista realizava a retirada da fiação do exaustor. O galpão possui uma área de aproximadamente 792 metros quadrados, e somente 1% foi queimado.