Mulher irá responder por cárcere privado
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 13-03-2018

Uma mulher de 66 anos acusada de manter o companheiro trancado em casa há pelo menos dois meses, em Tubarão, deverá responder por cárcere privado. O caso foi flagrado no domingo, por um dos filhos da vítima de 78 anos. O casal morava no bairro Morrotes e o idoso de 78 anos foi liberado depois que a Polícia Militar (PM) esteve no local. Segundo a polícia, há dias o filho tentava contato com o pai, mas a mulher impedia. 

Quando a PM chegou, conforme boletim policial, conseguiu falar com o idoso pela janela, pois a porta estava trancada. Ao ser resgatado, ele disse que não se alimentava direito, a não ser quando o vizinho alcançava algo pela janela, e que a companheira não o deixava sair nem para buscar a aposentadoria. Ele prestou depoimento e foi para Laguna, viver com um dos filhos.

Na delegacia, a mulher demonstrou confusão ao relatar os fatos, o que chamou a atenção da delegada Jucinês Dilcinéia Ferreira, que atendeu ao caso e instaurou o inquérito policial. Na casa, os policiais encontraram uma bolsa com mais de R$ 6,4 mil, dinheiro que a acusada mantinha ao ter acesso ao benefício do idoso. Dentro de casa  foi encontrada também uma grande quantidade de lixo espalhado pelos cômodos, e foi constatado que o idoso vivia em condições precárias.

Na delegacia, segundo a delegada, a mulher foi ouvida, mas não foi lavrado o flagrante. “Não havia como encaminhá-la ao presídio, pois apresentava problemas psíquicos. Assim, o inquérito foi instaurado e ela vai responder por cárcere privado”, informa a delegada, que também optou por solicitar uma avaliação psicológica da mulher.

Segundo Jucinês, apurou-se que ambos tinham uma relação conturbada e a mulher se apresentou agressiva. O caso agora está sob os cuidados da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso  (Dpcami) de Tubarão.



Veja Também
Tubarão busca adaptação a gramado sintético
Grupo disputa provas de atletismo

Andriele Raiana Zander, Tayra de Lima Luciano, Ellen Fernandes Anfilóquio, Beatriz Rodrigues Bianco e Morgana Matias da Silva, acompanhadas do professor Jemerson Fernandes, seguem hoje para Bragança Paulista, em São Paulo. O grupo é de São Ludgero e vai disputar o Campeonato Brasileiro Caixa de Atletismo Sub-20. O retorno acontece no dia 25 de junho.

A equipe de São Ludgero disputará a prova dos 100 e 200 metros rasos, salto em distância, salto triplo, salto com vara, salto em altura, revezamento 4x100 e revezamento 4x400. O professor Jemerson Fernandes explica que bons resultados na competição poderão garantir bolsa atleta para 2019. “As atletas estão treinando forte, estão focadas e felizes com o apoio da prefeitura de São Ludgero”, enfatiza. 

Ele diz que todos os atletas da Escola Municipal de Atletismo estão cientes da carência de recursos públicos. “Sabemos do esforço que São Ludgero está fazendo para garantir a participação das atletas”, ressalta.

Gravatal tem evento de biodanza

Segue até domingo, em Gravatal, o sétimo Encontro de Ação Social e Biodanza e quarto Encontro de Educação Biocêntrica. O evento trará facilitadores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Nordeste, Uruguai, Argentina, Chile, Portugal, no salão comunitário ao lado da igreja, em Termas do Gravatal.

Este evento tem o propósito de qualificar profissionais das áreas da educação, assistência social, turismo, saúde e estudantes para práticas e vivências em ações sociais pela dinâmica da Biodança e Educação Biocêntrica. O encontro é itinerante, acontece a cada dois anos, e já ocorreu em Porto Alegre, Córdoba (Argentina) e Gravatal. Esta é a terceira edição no município catarinense.

Empresário Nidal deve ter alta em breve