Chapecoense vence Joinville e amplia liderança no Campeonato Catarinense
Matéria via DC / Postado dia 12-03-2018

A Chapecoense se mantém firme na liderança do Campeonato Catarinense de 2018 ao bater o Joinville Esporte Clube (JEC) por 1 a 0, em partida válida pela 13ª rodada. O jogo aconteceu na noite deste sábado na Arena Joinville e com o resultado, o verdão do Oeste chegou a sua nona vitória na competição. De quebra, mantém a sequência de não levar gols do Tricolor desde 2013 - após um empate por 2 a 2 na Série B do Brasileiro.

Agora, Chapecoense lidera o Catarinense com 30 pontos - quatro acima do Figueirense, que joga neste domingo contra o Avaí, no Orlando Scarpelli. Já o JEC permanece no quarto posto com 17 pontos, podendo ser ultrapassado ainda nesta rodada pelo Tubarão e o Brusque, que têm 16 e 15 pontos, respectivamente, ambos com jogos marcados para o domingo.

Ao longo de 96 minutos, a bola chegou a balançar as redes por duas vezes, mas apenas uma delas foi considerada válida pela arbitragem. O primeiro gol saiu aos 22 minutos (1ºt), anotado por Grampola, do JEC, mas o lance foi mal anulado. O segundo, do volante Amaral, aos 46', garantiu a vitória da Chape.

Com este resultado, outro tabu envolvendo as duas equipes ainda se mantém: o Joinville não ganha em casa contra o Verdão desde 2012 (seis empates e quatro derrotas). O JEC também segue sem vencer em clássicos neste campeonato.

O jogo entre Chapecoense e Joinville teve um público de 2.554 torcedores e renda de R$ 49.645.

Como foi o jogo

 JOINVILLE,SC,BRASIL,10-03-2018.Campeonato Catarinense,Jec X Chapecoense.(Foto:salmo Duarte/A Notícia)
 

O primeiro tempo entre Joinville Esporte Clube e Chapecoense foi marcado por protestos da torcida tricolor contra o trio de arbitragem por conta de um impedimento de um gol do JEC aos 22 minutos e a não marcação de pênalti durante uma jogada do atacante Madson aos 42. 

A revolta ganhou contorno porque a equipe pressionou mais o adversário na maior parte da etapa inicial, mas o Joinville foi surpreendido em um lance de escanteio batido pela Chape aos 46 minutos. Investindo nos lances diretos e nas bolas paradas, a equipe alviverde abriu o placar na Arena Joinville pelos pés do volante Amaral. O jogador deu uma casquinha na bola depois do lançamento de Nadson. 1x0 para a equipe do Oeste catarinense.

Além do lance que culminou no gol da Chape, a partida teve poucas criações nos primeiros 47 minutos. Até os 15 praticamente nenhuma das equipes levou perigo ao adversário. O principal momento ocorreu aos 22, quando a rede chegou a balançar com o chute de Grampola após passe do Madson. O juiz não anotou o gol e, por reclamação, deu cartão amarelo para o meio-campo Madson. Lance mal anulado pelo bandeira 1.

Na etapa final da partida, o JEC não conseguiu aproveitar o domínio do jogo no primeiro tempo e deixou para a Chapecoense os melhores lances. Primeiro, com uma bomba batida pelo atacante Wellington Paulista, defendida por Emerson. Depois, aos 27, em tentativa de Márcio Araújo, o goleiro do JEC voltou a salvar a equipe de levar o segundo gol. Nos minutos finais, as duas equipes voltaram a criar pouco e a Chapecoense administrou a vitória.



Veja Também
Arma é apreendida dentro de veículo após abordagem em festa
Karateca tubaronense disputa Sul-Americano

Ontem, Nícolas de Souza viajou mais uma vez para defender as cores do país em uma competição internacional. O jovem karateca disputa pelo terceiro ano consecutivo o Sul-Americano da modalidade com a Seleção Brasileira, e acumula ótimos desempenhos, além de experiências muito importantes.

Aos 12 anos, Nícolas garantiu a vaga com a idade mínima para fazer parte da seleção e ainda comemorou o título de campeão. Aos 13, mais uma vez representando o Brasil na competição, foi o vice-campeão de sua categoria. Agora, com 14, segue mais uma vez em busca do pódio.

“É com muito orgulho que tenho a honra de poder representar meu país em mais um evento internacional. Estou muito feliz, pois é o meu terceiro ano consecutivo na Seleção Brasileira. Treinei muito e estou preparado para fazer o meu melhor”, revela.

“Aproveito para agradecer o apoio e a torcida de todos que estão sempre comigo. Sem a participação de todos os envolvidos, isso não seria possível”, ressalta Nícolas.

O Sul-Americano ocorre de hoje até domingo, em Guayaquil, no Equador, e reúne atletas nas disputas das categorias Sub-14, Cadete, Júnior, Sub-21 e Sênior. “As expectativas para este campeonato são boas, porém disputo uma categoria diferente e pode ter sempre surpresas. No entanto, darei meu máximo para representar bem meu país em mais um campeonato deste nível”, finaliza Nícolas.

Mulher precisa de ajuda para tratamento de câncer

A dona de casa Mércia Carvalho, de Gravatal, está precisando de ajuda. Com câncer no fígado e sem condições financeiras para arcar com o tratamento, ela precisa da colaboração de todos para continuar vivendo. O marido, Genésio, precisou parar de trabalhar para ajudar a esposa em seu tratamento.

Uma rede de solidariedade se formou nas redes sociais para tentar minimizar a dor de Mércia e sua família. O marido está afastado do trabalho há 14 meses, em busca da cura para sua esposa, e para ajudá-la em tudo o que precisa, já que a doença está em um estágio avançado. 

Mércia precisa tomar vitaminas e medicamentos importados contra o câncer, e não possui condições financeiras. Amigos da família contam que ela já ficou dois meses sem tomar os medicamentos, por não ter como arcar com estes custos. 

Quem desejar ajudar, pode fazer um depósito de qualquer valor. Os dados para depósito são: Banco do Brasil, agência 2089-3, conta 14048-1, em nome de Genésio Carvalho. Para entrar em contato, o telefone de Genésio é (48) 99697-8562.

Cursos gratuitos levam cultura a Tubarão