Figueirense empata com o Hercílio Luz e segue invicto
Matéria via DC / Postado dia 12-02-2018

O Figueirense sofreu, mas conseguiu manter a invencibilidade na atual temporada e seguir como o único ainda sem perder no Campeonato Catarinense 2018. Depois de sair perdendo, o Furacão chegou ao empate quando tinha um jogador a menos diante do Hercílio Luz, na tarde deste sábado de Carnaval, no Aníbal Costa, em Tubarão, pela sétima rodada. O placar de 1 a 1 pelo menos garante o Alvinegro na primeira colocação até a quarta-feira. 

O gol de André Luís, que chegou aos quatro gols no Estadual e figura na lista de artilheiros, o Figueirense chegou aos 17 pontos. O próximo confronto será justamente diante da vice-líder Chapecoense, quarta-feira, às 21h45min, no Orlando Scarpelli, pela oitava rodada. O Leão do Sul vai a oito pontos e fica fora da zona de rebaixamento. Também na quarta, às 20h30min, o Hercílio Luz visita o Concórdia, no Domingos Machado Lima, no Oeste.

Nos primeiros minutos de jogo, a zaga do Figueirense se preocupou em anular Lima, um dos artilheiros do Estadual com quatro gols, mas se esqueceu do outro atacante do Leão do Sul. E foi assim que o time da casa foi às redes logo aos quatro minutos. Tiago Pará se antecipou ao lateral Raul após bom levantamento pelo lado direito e testou com estilo, no canto esquerdo baixo, da meta de Denis para abrir o placar.

Em vantagem, o Hercílio Luz fez prevalecer o sistema defensivo montado pelo técnico Luiz Carlos Cruz. Com três volantes, o Leão do Sul fechou os espaços pelo meio. O Figueira buscou as jogadas pelas beiradas, mas criou pouco. O Furacão teve somente duas oportunidades de gol. Na primeira delas, Ferrareis soltou a pancada e o goleiro Martins espalmou para frente. Na outra, já nos acréscimos, Patrick ficou com a sobra e isolou pela linha de fundo.

Sentindo a falta de ofensividade, Milton Cruz voltou para o segundo tempo com Henan na vaga de Lazaroni, que já tinha cartão amarelo. Mas quem assustou pela primeira vez foi o time da casa. Marrone soltou a pancada logo aos dois minutos, e Denis impediu o gol. Com uma boa organização defensiva, o Hercílio Luz manteve o Figueirense mais longe da meta defendida por Martins até boa parte da etapa final.

E a situação do Figueira ficou mais complicada após Renan Mota ser expulso. O meia, que entrou na vaga de Patrick aos 14, fez duas faltas fortes e recebeu o cartão vermelho aos 30. Mesmo com um jogador a menos, Milton Cruz colocou Maikon Leite e foi para o tudo ou nada. No primeiro lance, o atacante fez o cruzamento para André Luís empatar aos 36. Em seguida, o Alvinegro quase virou com Trevisan, que cabeceou e mandou pela linha de fundo.

FICHA TÉCNICA

HERCÍLIO LUZ - 1
Martins; Lucas Costa, Rafael Cardoso, Sílvio Gomes e Breno Santos; Marrone (Wellington Batista), Jackson, Leandro Melo e Bruninho (Maurício Britto); Tiago Pará (Moisés) e Lima.
Técnico: Luis Carlos Cruz.

FIGUEIRENSE - 1
Denis; Raul, Cleberson, Trevisan e Lazaroni (Henan); Pereira, Patrick (Renan Mota), Betinho, Ferrareis e João Lucas (Maikon Leite); André Luís.
Técnico: Milton Cruz.

GOLS: Tiago Pará (H), aos quatro minutos do primeiro tempo. André Luís (F), aos 36 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS: 
Daniel, Bruninho e Maurício Britto (H). Lazaroni e Pereira (F).
CARTÃO VERMELHO: 
Renan Mota (F).
ARBITRAGEM:
 Ramon Abatti Abel, auxiliado por Diego Leonel Félix e Alexandre de Medeiros Lodetti.
LOCAL: Estádio Aníbal da Costa, em Tubarão (SC).

Veja a tabela completa do Estadual
Leia mais notícias sobre o 
Catarinense 2018



Veja Também
Arma é apreendida dentro de veículo após abordagem em festa
Karateca tubaronense disputa Sul-Americano

Ontem, Nícolas de Souza viajou mais uma vez para defender as cores do país em uma competição internacional. O jovem karateca disputa pelo terceiro ano consecutivo o Sul-Americano da modalidade com a Seleção Brasileira, e acumula ótimos desempenhos, além de experiências muito importantes.

Aos 12 anos, Nícolas garantiu a vaga com a idade mínima para fazer parte da seleção e ainda comemorou o título de campeão. Aos 13, mais uma vez representando o Brasil na competição, foi o vice-campeão de sua categoria. Agora, com 14, segue mais uma vez em busca do pódio.

“É com muito orgulho que tenho a honra de poder representar meu país em mais um evento internacional. Estou muito feliz, pois é o meu terceiro ano consecutivo na Seleção Brasileira. Treinei muito e estou preparado para fazer o meu melhor”, revela.

“Aproveito para agradecer o apoio e a torcida de todos que estão sempre comigo. Sem a participação de todos os envolvidos, isso não seria possível”, ressalta Nícolas.

O Sul-Americano ocorre de hoje até domingo, em Guayaquil, no Equador, e reúne atletas nas disputas das categorias Sub-14, Cadete, Júnior, Sub-21 e Sênior. “As expectativas para este campeonato são boas, porém disputo uma categoria diferente e pode ter sempre surpresas. No entanto, darei meu máximo para representar bem meu país em mais um campeonato deste nível”, finaliza Nícolas.

Mulher precisa de ajuda para tratamento de câncer

A dona de casa Mércia Carvalho, de Gravatal, está precisando de ajuda. Com câncer no fígado e sem condições financeiras para arcar com o tratamento, ela precisa da colaboração de todos para continuar vivendo. O marido, Genésio, precisou parar de trabalhar para ajudar a esposa em seu tratamento.

Uma rede de solidariedade se formou nas redes sociais para tentar minimizar a dor de Mércia e sua família. O marido está afastado do trabalho há 14 meses, em busca da cura para sua esposa, e para ajudá-la em tudo o que precisa, já que a doença está em um estágio avançado. 

Mércia precisa tomar vitaminas e medicamentos importados contra o câncer, e não possui condições financeiras. Amigos da família contam que ela já ficou dois meses sem tomar os medicamentos, por não ter como arcar com estes custos. 

Quem desejar ajudar, pode fazer um depósito de qualquer valor. Os dados para depósito são: Banco do Brasil, agência 2089-3, conta 14048-1, em nome de Genésio Carvalho. Para entrar em contato, o telefone de Genésio é (48) 99697-8562.

Cursos gratuitos levam cultura a Tubarão