Taxa média de desemprego no país bate recorde e fecha 2017 em 12,7%
Matéria via DC / Postado dia 12-02-2018

A taxa de desemprego média de 2017 ficou em 12,7%, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Contínua (PNAD Contínua), divulgados nesta quarta-feira (31), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Esse índice é o mais alto da série história da pesquisa.  Como comparação, em 2016, a taxa havia ficado em 11,5%.

Ao analisar apenas o último trimestre do ano passado, a taxa de desemprego mostra um leve tendência de melhora, ficando  em 11,8%.  No trimestre imediatamente anterior (julho a setembro),  havia ficado em 12,4%. Já a taxa do último trimestre de 2016 havia sido de 12%.

Considerando os dados do último trimestre de 2017, a  população desocupada (12,3 milhões) caiu 5% (menos 650 mil pessoas) em relação ao trimestre anterior (13 milhões de pessoas). Em relação a igual trimestre de 2016, quando havia 12,3 milhões de pessoas desocupadas, houve estabilidade.  No entanto,. ao analisar o triênio de  2014 a 2017, a média anual de desocupados passou de 6,7 milhões para 13,2 milhões. 

Cresce trabalho sem carteira assinada

O número de empregados com carteira de trabalho assinada (33,3 milhões) ficou estável frente ao trimestre  de julho a setembro, e recuou 2% (menos 685 mil pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2016.  Analisando-se as médias anuais de 2014 para 2017, esse contingente se reduziu em 3,3 milhões.

Em contra partida , o total de empregados sem carteira de trabalho assinada (11,1 milhões de pessoas) apresentou estabilidade em relação ao trimestre anterior, mas subiu 5,7% (mais 598 mil pessoas) em relação ao mesmo trimestre de 2016. Entre as médias anuais de 2014 para 2017, houve um aumento de 330 mil pessoas nesse contingente.



Veja Também
Vasco demite Jorginho após apenas dez partidas
Hercílio Luz terá escolinha de futebol em Capivari

Com a intenção de fortalecer as categorias de base no ano do centenário, o Hercílio Luz oficializou ontem sua primeira escolinha de futebol fora de Tubarão. Ela ficará em Capivari de Baixo, e faz parte de um projeto que pretende levar escolinhas a todas as cidades da região.

O Núcleo Capivari de Baixo, como é chamado pelo clube, funcionará junto da Kapiva Soccer. A empresa é de propriedade da família Stang, e já tem uma escolinha para meninos com idade entre seis e 14 anos em funcionamento há quatro anos. A coordenação e administração são feitas por Ricardo e Lucas Stang.

Com a parceria com o clube de Tubarão, a intenção é que os meninos tenham uma oportunidade a mais, passando a integrar, depois, o time Sub-15 do Hercílio Luz.

De acordo com a diretoria, o projeto é o primeiro passo para o novo ciclo do Hercílio Luz, que quer investir forte nas bases e tornar o clube e a região uma referência na formação de atletas. O treinador do time será o professor Muriel Foizer. 

Para marcar a oficialização da Escolinha Hercílio Luz FC - Núcleo Capivari de Baixo, um jogo amistoso será realizado no dia 18 de agosto, às 11h. Ainda neste ano, a meta é abrir outros núcleos na Amurel. Neste primeiro momento, Pescaria Brava, Gravatal e Laguna são possibilidades.

Criada a semana de humanização do parto
Tubarão Futsal joga hoje com o Concordia