Reforços: Ítalo, Jean e Batista já estão na Vila
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 12-01-2018

Três reforços foram apresentados oficialmente ontem pelo Tubarão. O lateral-esquerdo Jean, de 22 anos, e os atacantes Batista e Ítalo, de 22 e 21 anos, respectivamente, já estavam treinando com o time principal do Peixe desde o dia 3 de janeiro, data que marcou a reapresentação após o recesso de fim de ano. Entre os discursos, um mesmo objetivo: ajudar o Tricolor da Vila a alcançar suas metas em 2018.

“O Catarinense será uma novidade para mim. Antes de vir, pesquisei sobre o clube e me surpreendi positivamente. Acredito que temos total condição de fazer uma boa campanha no estadual. Quero ajudar o Tubarão a alcançar os seus objetivos dentro de campo”, afirma o lateral Jean, que estava no Paysandu.

O trabalho realizado pelo Clube Atlético Tubarão nos últimos anos inspira confiança para os atletas chegarem à Vila. O atacante Ítalo, que estava no Tupi e disputou a Série C do Campeonato Brasileiro, não titubeou quando recebeu a proposta para atuar pelo Peixe.

“Quando tive o convite de vir para cá, não pensei duas vezes. É um clube que oferece uma ótima estrutura para os atletas. Estou muito satisfeito aqui. Quero fazer um grande campeonato e ajudar meus companheiros no que for necessário”, destaca o jogador.


Do Grêmio para o Tubarão

Apesar da juventude, todos eles têm passagens por clubes importantes do país e também por equipes da Europa. Batista, revelado pelo Grêmio, foi emprestado no início do ano passado ao Tondela, de Portugal. No segundo semestre, foi peça importante no tricolor gaúcho, ajudando a equipe no Brasileirão.

“Ajudei o Tondela a se manter na Primeira Liga, depois voltei para o Grêmio, onde disputei o Brasileirão de Aspirantes. Ganhei chances no profissional e fui feliz marcando um gol contra o Atlético-MG. Vim para fazer um grande campeonato no Tubarão, agradeço ao clube pela oportunidade. Quero fazer muitos gols aqui”, destaca o promissor atacante de 22 anos.

O Tubarão chega em sua última semana de preparação para o Campeonato Catarinense. A equipe realiza o último teste antes da estreia no sábado, às 19h, contra a Chapecoense, na Arena Condá. O amistoso terá transmissão do SporTV.



Veja Também
Na estreia, Peixe vai reencontrar Waguinho Dias
Evento une idosos de Pescaria Brava
Idosa deixa imóvel e precisa de apoio
Bebê agredida segue em estado grave

A bebê de dois meses que teria sido agredida pelo paicontinua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. 

A menina de Capivari de Baixo passou por cirurgia e, até o fechamento desta edição, seu estado de saúde era considerado grave. O caso aconteceu na terça-feira e foi trazido com exclusividade pelo DS. 

A criança chegou à unidade junto com os pais. Após atendimento, os médicos atestaram que ela tinha afundamento de crânio e hematomas. A polícia e o conselho tutelar foram acionados, pois a desconfiança era que ela tivesse sido agredida. 

Com isso, os pais foram detidos. Após conversa com o delegado responsável pelo caso, Vandilson Moreira da Silva, o homem de 25 anos, pai da criança, foi acusado pela mãe de ser o responsável pelas agressões. Ele alegava que a criança não era filha biológica dele, pois o casal é negro e a criança, branca. 

O pai, suspeito de agredir a bebê, foi preso e segue recluso no Presídio Regional de Tubarão. Já a mãe, foi ouvida e liberada. Ela será investigada por omissão. À polícia, ela afirmou que era ameaçada e agredida pelo marido e que, por isso, não havia o denunciado antes. Esta seria a terceira vez que a bebê foi hospitalizada. Na primeira vez, estava com costelas quebradas. Nos casos anteriores, a família alegava acidentes domésticos.

A Polícia Civil ainda aguarda um laudo pericial para confirmar as agressões. O pai deve responder por maus-tratos e tentativa de homicídio. A polícia teve deferimento da Justiça para o pedido de prisão preventiva.