Bombeiros alertam sobre afogamentos
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 12-01-2018

De 17 mortes por afogamento no Brasil, 12 acontecem em rios. Estes números são da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa) e, diante disso, o Quartel do Corpo de Bombeiros de São Ludgero alerta sobre os cuidados que as pessoas devem ter, especialmente com a chegada do verão.

No caso da região, a preocupação concentra-se no fato de menores procurarem os rios, cachoeiras e correntezas com mais frequência e também quanto à utilização de bebidas alcoólicas pelos adultos, inclusive em pescarias. Para o chefe de socorro do Corpo de Bombeiros de São Ludgero, cabo Medéa, entre os agravantes na região estão a utilização de câmeras de caminhões e o descuido em relação àquilo que não é visível. “Muitos adolescentes e jovens costumam utilizar câmeras de caminhões em nossos rios de água doce, algo não aconselhável, e é preciso ter muito cuidado em relação a determinados pontos dos rios, nos quais não é possível identificar se existem buracos, galhos, entre outros”, observa.

Para o comandante do Corpo de Bombeiros de São Ludgero, 2º sargento Giovane Batista Martins, é preciso que os pais fiquem atentos aos filhos no caso de menores e, para os adultos, a dica é que tomem alguns cuidados básicos ao decidirem se banhar em rios da região. “Nosso objetivo não é impedir, apenas alertar sobre os riscos e cuidados que as pessoas devem ter”, ressalta. Ele acrescenta dizendo que o Quartel de São Ludgero está à disposição de entidades, empresas e instituições de ensino em relação a agendamento para palestras sobre o tema.

Outro alerta feito é direcionado às pessoas que tentam salvar outras que estão em risco de afogamento. “O pedido é que busquem objetos flutuantes para ajudar e, no caso de afogamento, acionem o Corpo de Bombeiros, ligando para 193”, lembra o comandante.



Veja Também
PRF faz escolta e orienta motoristas
Jogos são adiados por causa de greve

Os reflexos da greve dos caminhoneiros fizeram com que a Federação Catarinense de Futebol (FCF) adiasse jogos das categorias de base da Série A do Campeonato Catarinense. Ao todo, são dez partidas que tiveram nova data por causa “dos inúmeros transtornos ocasionados em virtude da greve geral dos caminhoneiros no país”, conforme o comunicado da entidade. 

O departamento de competições da entidade remarcou os duelos de fim de semana para o meio da semana, na terça ou quarta-feira. Foram quatro partidas da categoria infantil e outras quatro da juvenil (os duelos ocorrem um em seguida do outro), válidas pela quarta rodada primeira fase. Previstos para este sábado, serão disputados na quarta-feira.

Já na categoria júnior, dois jogos dos três da segunda rodada do returno foram alterados. Tubarão x Avaí e Figueirense x Joinville estavam marcados para sexta-feira e foram remarcados para terça. O duelo entre Criciúma e Chapecoense foi o único mantido, porque a delegação do Verdão do Oeste já está no Sul de Santa Catarina para a partida.

Hercílio Luz

Em comum acordo com os times participantes, o departamento de competições da Federação Catarinense de Futebol adiou as partidas das três competições das categorias de base do Campeonato Catarinense Série A 2018. O Hercílio Luz participa das categorias Infantil (Sub-15) e Juvenil (Sub-17), cujos times entrariam em campo neste sábado, contra o Guarani de Palhoça, no Estádio Renato Silveira, pela 4ª rodada da 1ª Fase. Em função da greve dos caminhoneiros, as disputas foram reagendadas para quarta-feira. Na segunda-feira (28), a FCF e a diretoria dos times participantes reavaliarão as condições e confirmarão as partidas. Caso seja necessário, uma nova data poderá ser marcada. Na sexta-feira, os dois times treinaram normalmente no Aníbal Costa. No Infantil, o time do Leão do Sul ocupa a 9ª posição, enquanto no Juvenil a equipe está em 8º lugar.

Peixe encerra fase contra o Cianorte
Entrevista: “a cidade está em obras”, diz prefeito Joares