Bombeiros alertam sobre afogamentos
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 12-01-2018

De 17 mortes por afogamento no Brasil, 12 acontecem em rios. Estes números são da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa) e, diante disso, o Quartel do Corpo de Bombeiros de São Ludgero alerta sobre os cuidados que as pessoas devem ter, especialmente com a chegada do verão.

No caso da região, a preocupação concentra-se no fato de menores procurarem os rios, cachoeiras e correntezas com mais frequência e também quanto à utilização de bebidas alcoólicas pelos adultos, inclusive em pescarias. Para o chefe de socorro do Corpo de Bombeiros de São Ludgero, cabo Medéa, entre os agravantes na região estão a utilização de câmeras de caminhões e o descuido em relação àquilo que não é visível. “Muitos adolescentes e jovens costumam utilizar câmeras de caminhões em nossos rios de água doce, algo não aconselhável, e é preciso ter muito cuidado em relação a determinados pontos dos rios, nos quais não é possível identificar se existem buracos, galhos, entre outros”, observa.

Para o comandante do Corpo de Bombeiros de São Ludgero, 2º sargento Giovane Batista Martins, é preciso que os pais fiquem atentos aos filhos no caso de menores e, para os adultos, a dica é que tomem alguns cuidados básicos ao decidirem se banhar em rios da região. “Nosso objetivo não é impedir, apenas alertar sobre os riscos e cuidados que as pessoas devem ter”, ressalta. Ele acrescenta dizendo que o Quartel de São Ludgero está à disposição de entidades, empresas e instituições de ensino em relação a agendamento para palestras sobre o tema.

Outro alerta feito é direcionado às pessoas que tentam salvar outras que estão em risco de afogamento. “O pedido é que busquem objetos flutuantes para ajudar e, no caso de afogamento, acionem o Corpo de Bombeiros, ligando para 193”, lembra o comandante.



Veja Também
Debutantes: dez meninas realizam um sonho
Jean retorna ao Peixe após empréstimo
Leão recebe o Flu e busca a terceira vitória seguida
Incêndio atinge empresa de Orleans

Um incêndio em uma empresa de Orleans mobilizou bombeiros da região. O fogo teve início na manhã de ontem. Inicialmente, diversas guarnições foram acionadas, pois o incêndio seria de grandes proporções. Então, se deslocaram a Orleans apoios de Tubarão, Urussanga, Braço do Norte e Criciúma.

O fogo não chegou a se espalhar como o previsto, e por isso não foi necessário o uso de todo o apoio. Dois caminhões-pipa da própria empresa foram usados para que o fogo não se alastrasse. Conforme informações, as chamas iniciaram no setor de pintura e passaram pelo exaustor, que dá vasão ao cheiro. 

O incêndio começou por volta das 11h, e não houve feridos. Apenas uma parte do telhado do galpão e o próprio exaustor foram danificados. O fogo teria iniciado, conforme os bombeiros, no momento em que o eletricista realizava a retirada da fiação do exaustor. O galpão possui uma área de aproximadamente 792 metros quadrados, e somente 1% foi queimado.