SC terá número recorde de clubes na Copa do Brasil 2018
Matéria via fcf / Postado dia 07-12-2017

A Copa do Brasil 2018 será especial para o futebol catarinense e para a Federação Catarinense de Futebol. Após contar com seis clubes na edição de 2017 estabelecendo o recorde de participações de clubes catarinenses desde 1989, ano da primeira edição da competição, o futebol catarinense avança mais uma vez na importante competição nacional e terá sete representantes em 2018, novo recorde na disputa!

Com a publicação do Ranking Nacional de Clubes e Federações 2018 na tarde da última 2ª feira (04) e do Regulamento Específico da Copa do Brasil 2018 no dia 1º de dezembro, foram definidos os 91 clubes participantes, dos quais sete serão catarinenses. A Diretoria de Competições da Confederação Brasileira de Futebol confirmou para o dia 15 de dezembro, às 15 horas, na sede da Entidade no Rio de Janeiro, a realização do sorteio para a definição dos confrontos da Primeira Fase da Copa do Brasil 2018.
– VEJA TODAS AS INFORMAÇÕES DA COPA DO BRASIL 2018
Com o encerramento do Campeonato Brasileiro da Série A 2017 e a classificação da Associação Chapecoense de Futebol para a fase preliminar da Copa CONMEBOL Libertadores 2018, na 8ª colocação com 54 pontos, a Chapecoense passa a integrar o Critério 1 do Artigo 2º do Capítulo I do Regulamento Específico da Copa do Brasil.

Consequentemente o Brusque FC ingressará na Copa do Brasil de 2018 preenchendo as vagas do Critério 2, relativo aos setenta(70) clubes oriundos dos campeonatos estaduais, por ter sido o 4º colocado do Catarinense Série A 2017, se juntando ao vice-campeão, Avaí FC e ao 3º colocado Criciúma EC.

A Federação Catarinense de Futebol manteve a 5ª colocação no Ranking Nacional de Federações com 35.264 pontos e permanece com quatro vagas destinadas no Critério 2, classificação pelos certames estaduais. Três vagas são reservadas aos três primeiros colocados do Campeonato Catarinense da Série A e uma para o campeão da competição a ser designada pela FCF, a Copa Santa Catarina. O Clube Atlético Tubarão, conquistou a Copa Santa Catarina 2017 e ingressa na Copa do Brasil 2018 pela conquista da competição estadual.

Outros dois clubes filiados ingressarão na Copa do Brasil 2018 pelo Critério 3 do Artigo 2º do Capítulo I do Regulamento Específico da Copa do Brasil 2018: pertencer ao grupo dos dez (10) clubes oriundos do Ranking Nacional de Clubes 2018. Figueirense FC e Joinville EC participarão da competição nacional através desse critério. O Figueirense FC é o 19º colocado no RNC/CBF com 7.555 pontos e o Joinville EC ficou como 30º colocado no RNC/CBF com 4.805 pontos.

Mudanças na competição
A Confederação Brasileira de Futebol elaborou o Regulamento Específico da Competição (REC) da Copa do Brasil 2018, com todos os detalhes para a disputa da próxima edição. O formato foi mantido, mas o documento traz uma grande novidade: não haverá gol qualificado em nenhuma das fases. Ou seja, os gols marcados na casa do adversário não valem mais como critério de desempate.

Atendendo aos pedidos dos clubes, a data limite para inscrição de jogadores foi ampliada na Copa do Brasil. O prazo deste ano foi o dia 24 de abril. Em 2018, as equipes poderão receber novos atletas até 30 de julho, antes das Quartas de Final.

Ainda que o Regulamento Específico esteja sendo divulgado nesta sexta-feira (1º), todos os participantes da competição serão conhecidos após a conclusão do Brasileirão – Série A e da Copa Sul-Americana, pois os resultados influenciam no Ranking da CBF, que é base para definição de clubes classificados e sorteio dos confrontos.

Prêmio recorde
Em termos de premiação por desempenho, a Copa do Brasil será a principal competição a partir de 2018. Serão R$ 50 milhões destinados ao campeão, outros R$ 20 milhões ao vice-campeão, R$ 8 milhões aos clubes semifinalistas, além de R$ 4 milhões pela participação nas quartas de final, valores sem precedentes na América do Sul. Somando as cotas das fases anteriores ao prêmio pelo título, o campeão pode faturar até R$ 68,7 milhões, considerando que participe desde a primeira fase.



Veja Também
Na estreia, Peixe vai reencontrar Waguinho Dias
Evento une idosos de Pescaria Brava
Idosa deixa imóvel e precisa de apoio
Bebê agredida segue em estado grave

A bebê de dois meses que teria sido agredida pelo paicontinua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. 

A menina de Capivari de Baixo passou por cirurgia e, até o fechamento desta edição, seu estado de saúde era considerado grave. O caso aconteceu na terça-feira e foi trazido com exclusividade pelo DS. 

A criança chegou à unidade junto com os pais. Após atendimento, os médicos atestaram que ela tinha afundamento de crânio e hematomas. A polícia e o conselho tutelar foram acionados, pois a desconfiança era que ela tivesse sido agredida. 

Com isso, os pais foram detidos. Após conversa com o delegado responsável pelo caso, Vandilson Moreira da Silva, o homem de 25 anos, pai da criança, foi acusado pela mãe de ser o responsável pelas agressões. Ele alegava que a criança não era filha biológica dele, pois o casal é negro e a criança, branca. 

O pai, suspeito de agredir a bebê, foi preso e segue recluso no Presídio Regional de Tubarão. Já a mãe, foi ouvida e liberada. Ela será investigada por omissão. À polícia, ela afirmou que era ameaçada e agredida pelo marido e que, por isso, não havia o denunciado antes. Esta seria a terceira vez que a bebê foi hospitalizada. Na primeira vez, estava com costelas quebradas. Nos casos anteriores, a família alegava acidentes domésticos.

A Polícia Civil ainda aguarda um laudo pericial para confirmar as agressões. O pai deve responder por maus-tratos e tentativa de homicídio. A polícia teve deferimento da Justiça para o pedido de prisão preventiva.