Chapecoense vence o Santos e encaminha permanência na Série A
Matéria via DC / Postado dia 14-11-2017

A Série A de 2018 está mais próxima da Chapecoense após a vitória por 2 a 0 sobre o Santos, na noite desta segunda-feira, na Arena Condá. O time catarinense subiu para 44 pontos na tabela, ficou na 13ª colocação e abriu oito de vantagem do Sport, primeiro time na zona de rebaixamento. Restando quatro rodadas, é muito difícil o time pernambucano tirar essa diferença. Assim como é improvável que a Chape não some mais pontos.  

Depois de três empates, sendo dois em que deixou escapar a vitória no fim, contra Sport e Santos, a Chapecoense iniciou a partida disposta a buscar os três pontos. Para isso, contava com o apoio de um bom público na Arena Condá.

Tanto que logo no início o goleiro Vanderlei teve que sair nos pés de Arthur Caíke para evitar o gol. Aos 11 minutos, Luiz Antônio fez outro lançamento para o atacante e a bola tocou na mão de Lucas Veríssimo. Pênalti que Wellington Paulista converteu no minuto seguinte. Depois de um jejum de 26 jogos foi o sétimo gol dele no Brasileirão - cinco nas últimas seis partidas.

Mesmo com a vantagem, o time da casa seguiu pressionando. Tanto que a torcida começou a cantar: "Sou Chapecoense, com muito orgulho, com muito amor". Afinal, o resultado encaminhava mais um ano na Série A.

No final do primeiro tempo, o Santos até rondou a área da Chapecoense. Mas as únicas chances foram num chute de Arthur Gomes, que foi para fora, e numa recuada apertada em que Jandrei saiu do gol para evitar que Ricardo Oliveira roubasse a bola.

No segundo tempo, o Santos voltou pressionando, mas com poucas chances de gol. Arthur Gomes chutou para fora e Ricardo Oliveira cabeceou fraco em cobrança de escanteio. No contra-ataque, Wellington Paulista cruzou para Arthur Caíke ampliar, de cabeça. O gol trouxe um alívio para a torcida que já estava com receio de que o adversário novamente empatasse.

Túlio de Melo, que entrou no segundo tempo, só não fez o terceiro, de cabeça, pois Vanderlei fez boa defesa. No final da partida só deu Santos. Ricardo Oliveira tentou com a perna direita e Jandrei defendeu. Tentou de cabeça e a bola raspou na trave. Lucas Veríssimo também teve uma chance dentro da área, mas acabou chutando por cima.

Desta vez, a Chapecoense conseguiu segurar a vitória. E já são seis jogos sem derrota no campeonato, a maior sequência neste Brasileirão. Desde que chegou, Gilson Kleina está invicto, seja na arquibancada, seja à beira do campo.

Na próxima quinta-feira, o time catarinense enfrenta o Vitória, na Arena Condá, quando pode garantir matematicamente a permanência na elite nacional.

Ficha técnica

Chapecoense: Jandrei, Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Amaral, Canteros (Nenén) e Luiz Antônio (João Pedro); Wellington Paulista (Túlio de Melo) e Arthur Caike. Técnico: Gilson Kleina.
Santos: Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Victor Ferraz; Alison, Renato, Matheus Jesus (Serginho) e Lucas Lima (Jean Mota); Arthur Gomes e Ricardo Oliveira. Técnico: Elano.
Gols: Wellington Paulista (C, aos 12min/1ºt) e Arthur Caíke (C, aos 21min/2ºt)
Cartões amarelos: Lucas Veríssimo, Luiz Felipe, Serginho (S)
Arbitragem: Jaílson Macedo Freitas, auxiliado por Alessandro Rocha de Matos e Jucimar dos Santos Dias.
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Público: 11.301
Renda:
R$ 272.030

Leia outras informações sobre a Chapecoense
Acesse a tabela da
Série A do Brasileirão



Veja Também
Gravatal comemora medalhas no JASC
Com cinco gols em dois jogos, Conrado comemora fase do Leão
Gravatal comemora medalhas no JASC
Candidatos do PT apresentam propostas na CDL