Serra possui oito pontos de risco de desmoronamento
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 19-06-2017

Com a chegada do inverno, a Serra do Rio do Rastro se constitui em um dos locais mais procurados pelos turistas no Estado, inclusive da região da Amurel. Os motoristas que trafegam pelo local precisam, porém, estar atentos, pois a estrada apresenta riscos que vão além das curvas sinuosas, e que já foram apontados ao Deinfra pela Defesa Civil.

De acordo com o coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, foi realizado ainda no ano passado um estudo no local, que identificou oito pontos com risco de desmoronamento.

“O estudo foi passado ao Deinfra, que está realizando os projetos e levantamentos necessários para que se faça nos locais as obras necessárias. Ao motorista, o que pedimos é que trafegue com cuidado, estacione nos recuos e dirija devagar, aproveitando o que é um belo passeio, mas atento”, diz.

O estudo indica que há locais com movimentação de rocha, e onde já houve deslizamentos em outros anos. O Deinfra já tem o plano de trabalho para as obras, mas ainda não foi feito o orçamento. Conforme Rosinei, uma das soluções pode ser a construção de contenções e telas.



Veja Também
Com a presença do novo técnico, Chapecoense encara o Atlético-MG
Criciúma é derrotado em casa e fica mais longe do acesso
Mudança de hábito e 11 quilos a menos
Drogas apreendidas são incineradas em Gravatal

Drogas apreendidas nos termos circunstanciados lavrados no segundo semestre de 2016 e primeiro semestre de 2017, em Gravatal, foram incineradas. Os entorpecentes foram queimados na segunda-feira. Os itens são provenientes de 102 termos circunstanciados com apreensões de cigarros de maconha, comprimidos de ecstasy e petecas de cocaína.

A droga estava lacrada em invólucros. A incineração foi autorizada pelo juízo da comarca de Armazém e foi realizada pelo cabo Cléber Eing e acompanhada pelo comandante da 2ª Companhia PM de Gravatal, capitão Maycon Prudêncio Joaquim.