Pai que agrediu filho é condenado a 28 anos
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 19-05-2017

Vinte e oito anos de prisão. Essa foi a sentença dada pelo júri a Felipe da Rosa Machado, de 24 anos, acusado de ter agredido seu filho recém-nascido em janeiro de 2016. A sentença, após 12 horas de julgamento, foi proferida no fim da noite de quarta-feira em Orleans.

Felipe foi condenado por duas tentativas de homicídio triplamente qualificadas: por motivo torpe e fútil, meio cruel e ameaça contra a ex-companheira. As agressões aconteceram na comunidade de Rio Novo, no interior de Orleans, e o réu ainda poderá recorrer em liberdade.

O júri foi presidido pelo juiz da comarca de Braço do Norte, Fernando Machado Carboni, e contou com apoio da Polícia Militar. O menino, hoje com mais de um ano de idade, vive com sequelas em função das agressões. Ele perdeu a visão do olho esquerdo e, conforme relatos da mãe, há comprometimento dos movimentos dos membros superiores e inferiores.



Veja Também
Chapecoense vence a Ponte Preta e abre vantagem do Z-4
Incêndio atinge granja

Uma granja de manipulação de ração para suínos foi atingida por um incêndio por volta das 23h de sexta-feira. O Corpo de Bombeiros de Braço do Norte foi acionado para atender a ocorrência.
As chamas atingiram cerca de 20 dos 100 metros quadrados do local de manipulação de ração. Foram usados 800 litros de água para combater as chamas.
De acordo com os bombeiros, a estrutura possuía quatro granjas de suínos. Não houve feridos.

Corrida Unimed reúne 500 pessoas
Hercílio Luz vence Camboriú por 2 a 1