Estado entrega ordem de serviço para iluminação
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 19-05-2017

A ordem de serviço para a execução do projeto de iluminação da rodovia Ivane Fretta, em Tubarão, foi entregue.

A informação é do presidente do Deinfra, Wanderley Agostini, durante vistoria na SC-370 e nas obras da rodovia Ivane Fretta, junto com o secretário-executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), Nilton de Campos.

O objetivo da vistoria foi verificar in loco alguns pedidos feitos pelas comunidades em Tubarão e também em Gravatal. Ele ainda falou sobre a iluminação e as desapropriações da rodovia. Aliás, a obra de aterramento na Ivane Fretta está em 70%.

Segundo Agostini, a obra da rodovia é importante porque vai desafogar uma parte do trânsito do Centro de Tubarão. “O trânsito vai ser desviado. Esse tráfego vai para uma rodovia moderna, em um local de difícil execução de engenharia. Mas a obra não para e terça-feira entreguei a ordem de serviço para a empresa fazer a execução do projeto de iluminação da rodovia”, declara.

De acordo com o presidente do Deinfra, o procurador Marcello José Garcia Costa Filho esteve em audiência com o juiz da 1ª Vara Civil de Tubarão realizando o pedido de consideração em relação à rodovia, devido à importância que tem e aos investimentos que estão sendo feitos.

“Existe apenas uma área ainda na Justiça e agora, depois dessa audiência, esperamos a sensibilidade do juiz para que a empresa tenha liberdade para abrir outros campos de trabalho e avançar ainda mais. Vamos aguardar a manifestação dele”, relata Agostini.

Na SC-370, ele verificou as situações relatadas pela comunidade para que possa intervir e buscar uma solução.



Veja Também
Criciúma sai na frente, mas cede empate ao Oeste no Heriberto Hülse
Chapecoense surpreende fora de casa e vence o Palmeiras
Unisul lança programa nesta semana com diversos eventos

Entre hoje e o próximo sábado, a Unisul lança o Programa Unisul de Educação em Direitos Humanos e Educação das Relações Étnico-Raciais. Para marcar o lançamento institucional, os campi produziram uma programação com eventos diversos: exposições, palestras, mostras, entre outros. A programação é aberta ao público externo e a entrada é gratuita.
Atuando na promoção da democracia, da cidadania e dos direitos humanos, o programa, por meio de projetos, pesquisas e campanhas comunitárias, constrói e dissemina a cultura de respeito aos direitos humanos e das relações étnico-raciais, formando cidadãos para uma sociedade livre, democrática e de respeito às diferenças étnica, cultural, religiosa, de gênero, de orientação sexual e de opção política. “Este programa aproxima ainda mais a Unisul da comunidade externa, com uma educação que efetivamente contribui para a melhoria da vida em sociedade”, destaca o reitor da Unisul, professor Mauri Luiz Heerdt.
O movimento se efetiva por meio de ações desenvolvidas no âmbito do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão universitária. Estas ações são integradas, porém descentralizadas no âmbito das direções e gerências dos campi, promovendo a transversalidade dos temas do programa na universidade. Assim como a educação, o programa também é um processo dinâmico, em permanente construção, e está aberto a reflexões, debates e reformulações.

Jovem de 23 anos é atingido por tiros em Treze de Maio

Um jovem de 23 anos foi atingido por sete tiros durante tentativa de homicício. O crime ocorreu na madrugada de sábado, em Treze de Maio, na estrada geral da comunidade de São João de Urussanga Baixa.
De acordo com a polícia, o jovem foi encaminhado ao hospital de Treze de Maio por volta das 5h, sendo transferido, em seguida, para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, em virtude dos ferimentos graves. O jovem foi atingido na cabeça, braço e tórax (costas). 
Segundo familiares, ele estava retornando para casa de motocicleta quando foi atingido pelos disparos. A motivação do crime ainda é desconhecida e investigada pela polícia, que está também buscando informações sobre os suspeitos.
Até o fechamento desta edição, a vítima seguia internada e seu estado de saúde permanecia o mesmo.