Sem previsão para reforma de ponte pênsil
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 19-05-2017

As pontes pênseis da Guarda e do Km 60, em Tubarão, estão em péssimas condições. Tábuas soltas ou mesmo faltando, bem como outros problemas na estrutura, colocam em risco a vida de usuários. Por isso, moradores das duas localidades reivindicam reformas ou manutenções.

Para o vendedor João Figueiredo, que mora na Guarda, atravessar a ponte quase todos os dias é praticamente uma aventura. “É uma vergonha que esteja neste estado de conservação. Nós, moradores, precisamos de uma solução logo”, reclama.

De acordo com a prefeitura de Tubarão, ainda não há previsão para a reforma da ponte da Guarda. Já a do Km 60, diz o órgão, será reformada com as madeiras da ponte pênsil em frente à Unisul. “O processo já está em andamento”, diz a prefeitura.


PONTE PÊNSIL DA UNISUL

Já são sete meses de transtorno para moradores e estudantes que utilizavam a ponte pênsil em frente à Unisul, destruída pelo temporal que atingiu Tubarão em outubro do ano passado. A expectativa da prefeitura é de que a nova passarela fique pronta em 2018. No momento, a alternativa para quem precisa cruzar o rio é ir pela ponte do Morrotes ou pela ponte Nereu Ramos, no Centro. Em ambos os casos, o trajeto dura perto de 45 minutos.



Veja Também
SC registra temperaturas negativas pelo sexto dia seguido
Delegação viaja para Joguinhos

A delegação tubaronense que vai participar da fase estadual dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina embarca na manhã deste sábado rumo à cidade de Caçador, sede da competição.

Ao todo, 81 municípios confirmaram a participação na etapa. Tubarão contará com uma delegação composta por 130 pessoas, divididas nas modalidades de Handebol, Futsal, Atletismo, Karate, Judô e equipe de apoio da Fundação Municipal de Esportes (FME).

A cerimônia de abertura será realizada no Ginásio do Sesi, na noite de sábado, e as competições têm início no domingo.

Federação confirma a realização da Copa SC

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) confirmou a realização da Copa Santa Catarina 2017. Representantes dos dez clubes que participaram do Catarinense deste ano, entre eles o Atlético Tubarão, reúnem-se na segunda-feira,  na sede da entidade, para definir a forma de disputa da competição.

A FCF irá propor para que a Copa SC 2017 inicie no dia 1º de outubro. O principal atrativo da competição é uma vaga destinada ao campeão na Copa do Brasil 2018.

A respeito da vaga na Copa do Brasil, a FCF informou que é  a 5ª colocação no Ranking Nacional de Federações da CBF, com 35.720 pontos. O Estado tem direito a quatro vagas na Copa do Brasil, e as três primeiras foram definidas na classificação do Catarinense: Chapecoense, campeã, Avaí, vice-campeão, e Criciúma, terceiro colocado.

Independentemente do formato de disputa, caso o campeão da Copa SC 2017 seja um dos clubes já detentores da vaga, uma equipe que não tenha a participação assegurada na competição nacional será indicada pelo critério técnico.

O gerente do Departamento de Competições da FCF, Fábio Marcel Nogueira, falou sobre a expectativa da Copa Santa Catarina 2017.

“A Copa Santa Catarina volta ao calendário de competições após três anos e volta com imensa motivação para os clubes, já que garante uma vaga na Copa do Brasil em 2018. Vamos aguardar o número de clubes para idealizarmos uma forma de disputa interessante”, comentou.

Durante a semana, de olho no campeonato, o Peixe já anunciou a contratação de três reforços. O técnico Waguinho Dias, que comandou o time na Série A estadual, também já foi confirmado.

Hercílio confia no ataque para buscar vitória