Lanús aciona Conmebol para reverter derrota para a Chapecoense pela Libertadores
Matéria via DC / Postado dia 19-05-2017

O Lanús apresentou à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) uma reclamação formal pela escalação irregular do zagueiro Luiz Otávio, da Chapecoense, no jogo entre as duas equipes na última quarta-feira, em Buenos Aires, pela Copa Libertadores. A equipe argentina tenta reverter a derrota por 2 a 1 com base no regulamento disciplinar da entidade, que prevê a aplicação de uma derrota por 3 a 0 para o clube autor da infração.

Em contato com o Estado de S. Paulo, a equipe argentina afirmou já ter acionado a Conmebol pelo seu presidente, Nicolás Russo. Caso se confirme a alteração do resultado de uma vitória da Chapecoense para a declaração de uma derrota, a equipe catarinense não terá mais chances de se classificar para as oitavas de final da competição. O site oficial da entidade, porém, ainda mostra a tabela com a contagem do resultado de 2 a 1.

A diretoria do Lanús se apressou em fazer a reclamação pois em caso de vitória, o time estará classificado para a próxima fase. Além disso, o regulamento disciplinar da Conmebol afirma que o prazo para uma equipe contestar a escalação irregular de um jogador é de até 24 horas após o término o apito final. O jogo em Buenos Aires acabou por volta das 23h50min desta quarta.

A Conmebol explicou que ainda não há uma definição sobre o tema porque é necessário o Comitê Disciplinar da entidade receber a súmula do árbitro e relatórios do delegado da partida. A entidade garante ter enviado à Chapecoense por e-mail o aviso da suspensão do zagueiro Luiz Otávio por três partidas, informação que é negada pelo clube.

O presidente do time catarinense, Plínio David de Nês Filho, o Maninho, disse em entrevista coletiva em Buenos Aires ter provas de que o clube não recebeu e-mail sobre a punição de três jogos aplicada ao zagueiro pela expulsão na derrota por 3 a 0 para o Nacional, em Montevidéu. O dirigente explicou que Luiz Otávio foi liberado para o jogo em Buenos Aires porque cumpriu a suspensão automática na final da Recopa Sul-Americana, na semana passada, contra o Atlético Nacional.

- Estamos convictos da nossa decisão. O jogador que entrou em campo estava dentro do regulamento e não temos nada a declarar além disso. Estamos tranquilos com essa decisão, que foi minha como presidente do clube - afirmou.

Deixando de lado o imbróglio, a Chapecoense ocupa o terceiro lugar do Grupo 7 da Libertadores com sete pontos, mas só depende das suas forças para avançar às oitavas de final na rodada final da chave, na próxima terça-feira, quando o time vai receber o venezuelano Zulia. Neste sábado, a equipe vai encarar, também na Arena Condá, em Chapecó (SC), o Palmeiras, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.



Veja Também
Criciúma sai na frente, mas cede empate ao Oeste no Heriberto Hülse
Chapecoense surpreende fora de casa e vence o Palmeiras
Unisul lança programa nesta semana com diversos eventos

Entre hoje e o próximo sábado, a Unisul lança o Programa Unisul de Educação em Direitos Humanos e Educação das Relações Étnico-Raciais. Para marcar o lançamento institucional, os campi produziram uma programação com eventos diversos: exposições, palestras, mostras, entre outros. A programação é aberta ao público externo e a entrada é gratuita.
Atuando na promoção da democracia, da cidadania e dos direitos humanos, o programa, por meio de projetos, pesquisas e campanhas comunitárias, constrói e dissemina a cultura de respeito aos direitos humanos e das relações étnico-raciais, formando cidadãos para uma sociedade livre, democrática e de respeito às diferenças étnica, cultural, religiosa, de gênero, de orientação sexual e de opção política. “Este programa aproxima ainda mais a Unisul da comunidade externa, com uma educação que efetivamente contribui para a melhoria da vida em sociedade”, destaca o reitor da Unisul, professor Mauri Luiz Heerdt.
O movimento se efetiva por meio de ações desenvolvidas no âmbito do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão universitária. Estas ações são integradas, porém descentralizadas no âmbito das direções e gerências dos campi, promovendo a transversalidade dos temas do programa na universidade. Assim como a educação, o programa também é um processo dinâmico, em permanente construção, e está aberto a reflexões, debates e reformulações.

Jovem de 23 anos é atingido por tiros em Treze de Maio

Um jovem de 23 anos foi atingido por sete tiros durante tentativa de homicício. O crime ocorreu na madrugada de sábado, em Treze de Maio, na estrada geral da comunidade de São João de Urussanga Baixa.
De acordo com a polícia, o jovem foi encaminhado ao hospital de Treze de Maio por volta das 5h, sendo transferido, em seguida, para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, em virtude dos ferimentos graves. O jovem foi atingido na cabeça, braço e tórax (costas). 
Segundo familiares, ele estava retornando para casa de motocicleta quando foi atingido pelos disparos. A motivação do crime ainda é desconhecida e investigada pela polícia, que está também buscando informações sobre os suspeitos.
Até o fechamento desta edição, a vítima seguia internada e seu estado de saúde permanecia o mesmo.