Expectativa para a temporada da tainha
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 20-04-2017

A temporada de pesca artesanal da tainha só inicia dia 1º de maio, mas, de acordo com pescadores da Amurel, os cardumes já estão chegando ao litoral. Isso acaba gerando prejuízo, já que a pesca só estará liberada na primeira semana de maio.

“Há cerca de quatro anos, a pesca da tainha era liberada o ano inteiro e isso estava acabando com a espécie. Com o defeso, a cada ano a gente consegue pescar mais. No entanto, os peixes estão vindo mais cedo este ano, mas ainda não podemos pescar e dependemos disso”, lamenta o pescador Mago, do Farol de Santa Marta, em Laguna.

Este ano, a temporada de pesca artesanal da tainha em Santa Catarina irá começar 15 dias antes, ou seja, no dia 1º de maio. “Nossa expectativa é das melhores possíveis. Ano passado, aqui no Farol, foram capturadas cerca de 40 toneladas em um só dia”, conta o pescador.

A expectativa deste ano é capturar mais de 2 mil toneladas de peixe até o fim da safra, que vai até 31 de junho. “Só acho que é pouco tempo para a gente pescar, ainda mais nós, que somos pescadores artesanais que sobrevivemos disso”, ressalta Mago.

O Estado catarinense tem o maior polo pesqueiro do país e emprega mais de 60 mil pessoas.



Veja Também
Criciúma sai na frente, mas cede empate ao Oeste no Heriberto Hülse
Chapecoense surpreende fora de casa e vence o Palmeiras
Unisul lança programa nesta semana com diversos eventos

Entre hoje e o próximo sábado, a Unisul lança o Programa Unisul de Educação em Direitos Humanos e Educação das Relações Étnico-Raciais. Para marcar o lançamento institucional, os campi produziram uma programação com eventos diversos: exposições, palestras, mostras, entre outros. A programação é aberta ao público externo e a entrada é gratuita.
Atuando na promoção da democracia, da cidadania e dos direitos humanos, o programa, por meio de projetos, pesquisas e campanhas comunitárias, constrói e dissemina a cultura de respeito aos direitos humanos e das relações étnico-raciais, formando cidadãos para uma sociedade livre, democrática e de respeito às diferenças étnica, cultural, religiosa, de gênero, de orientação sexual e de opção política. “Este programa aproxima ainda mais a Unisul da comunidade externa, com uma educação que efetivamente contribui para a melhoria da vida em sociedade”, destaca o reitor da Unisul, professor Mauri Luiz Heerdt.
O movimento se efetiva por meio de ações desenvolvidas no âmbito do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão universitária. Estas ações são integradas, porém descentralizadas no âmbito das direções e gerências dos campi, promovendo a transversalidade dos temas do programa na universidade. Assim como a educação, o programa também é um processo dinâmico, em permanente construção, e está aberto a reflexões, debates e reformulações.

Jovem de 23 anos é atingido por tiros em Treze de Maio

Um jovem de 23 anos foi atingido por sete tiros durante tentativa de homicício. O crime ocorreu na madrugada de sábado, em Treze de Maio, na estrada geral da comunidade de São João de Urussanga Baixa.
De acordo com a polícia, o jovem foi encaminhado ao hospital de Treze de Maio por volta das 5h, sendo transferido, em seguida, para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, em virtude dos ferimentos graves. O jovem foi atingido na cabeça, braço e tórax (costas). 
Segundo familiares, ele estava retornando para casa de motocicleta quando foi atingido pelos disparos. A motivação do crime ainda é desconhecida e investigada pela polícia, que está também buscando informações sobre os suspeitos.
Até o fechamento desta edição, a vítima seguia internada e seu estado de saúde permanecia o mesmo.