Latrocínio tira vida de homem de 58 anos
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 20-04-2017

Jucemir Alcilei May, de 58 anos, morto na noite de terça-feira em Tubarão, foi sepultado ontem em Armazém. De acordo com a Polícia Militar (PM) ele foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte). O crime aconteceu no bairro Humaitá, após uma briga. A vítima foi encontrada já caída na calçada. Ele chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos.

Momentos depois, a polícia prendeu o suspeito do crime. Ele estava escondido no interior de um prédio em construção, deitado em um colchão. O homem, de 29 anos, apresentava machucados como arranhões e escoriações no pescoço e ombros, além de sangue nas mãos, o que indicava uma luta corporal recente.

Trata-se de um latrocínio, uma vez que testemunhas viram o agressor pegar algo do bolso da vítima. Os policiais encontraram com o suspeito R$ 200, que estavam ao lado do colchão onde ele estava deitado.

O jovem acusado, segundo a polícia, negou o crime. Ele tem passagens pela polícia por perturbação de sossego. Após os procedimentos do caso, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.



Veja Também
Jovem de Tubarão vence evento na Europa
Projeto em Laguna debate mobilidade urbana
Farol: estação deve ser concluída em 15 dias
Prefeitura avalia primeiro semestre