Latrocínio tira vida de homem de 58 anos
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 20-04-2017

Jucemir Alcilei May, de 58 anos, morto na noite de terça-feira em Tubarão, foi sepultado ontem em Armazém. De acordo com a Polícia Militar (PM) ele foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte). O crime aconteceu no bairro Humaitá, após uma briga. A vítima foi encontrada já caída na calçada. Ele chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos.

Momentos depois, a polícia prendeu o suspeito do crime. Ele estava escondido no interior de um prédio em construção, deitado em um colchão. O homem, de 29 anos, apresentava machucados como arranhões e escoriações no pescoço e ombros, além de sangue nas mãos, o que indicava uma luta corporal recente.

Trata-se de um latrocínio, uma vez que testemunhas viram o agressor pegar algo do bolso da vítima. Os policiais encontraram com o suspeito R$ 200, que estavam ao lado do colchão onde ele estava deitado.

O jovem acusado, segundo a polícia, negou o crime. Ele tem passagens pela polícia por perturbação de sossego. Após os procedimentos do caso, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.



Veja Também
Chapecoense vence a Ponte Preta e abre vantagem do Z-4
Incêndio atinge granja

Uma granja de manipulação de ração para suínos foi atingida por um incêndio por volta das 23h de sexta-feira. O Corpo de Bombeiros de Braço do Norte foi acionado para atender a ocorrência.
As chamas atingiram cerca de 20 dos 100 metros quadrados do local de manipulação de ração. Foram usados 800 litros de água para combater as chamas.
De acordo com os bombeiros, a estrutura possuía quatro granjas de suínos. Não houve feridos.

Corrida Unimed reúne 500 pessoas
Hercílio Luz vence Camboriú por 2 a 1