Estado deve liberar mais serviços na segunda-feira
Matéria via DS / Postado dia 04-04-2020

Em coletiva no final da tarde desta sexta-feira, o Governo de Santa Catarina falou sobre a retomada gradativa das atividades no Estado. O governador Carlos Moisés informou que durante o fim de semana deverá estudar as regras para liberação de mais serviços.

Conforme Moisés, o estudo será para a volta ao trabalho de autônomos, consultórios de saúde e clínicas, além da abertura de lojas de chocolates. Os serviços devem ser permitidos a partir de segunda-feira. As lojas de rua voltadas à venda de chocolates também poderão ser autorizadas a reabrir no Estado.

Sobre os casos de infectados em Santa Catarina, subiu para 301. Em unidades de terapia intensiva (UTI) estão internados 31 pacientes com a doença e 84 com suspeita. O Estado contabiliza cinco mortes. Em coletiva, Moisés ainda destacou sobre a ativação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que devem atingir até 2,5 mil no total, que será feito com a contratação de leitos em hospitais privados.



Veja Também
CEI Cantinho da Alegria é reformado
Calçadas recebem reparos, roçagem e limpeza
Procon orienta sobre documentos necessários para abertura de denúncia

Em coletiva no final da tarde desta sexta-feira, o Governo de Santa Catarina falou sobre a retomada gradativa das atividades no Estado. O governador Carlos Moisés informou que durante o fim de semana deverá estudar as regras para liberação de mais serviços.

Conforme Moisés, o estudo será para a volta ao trabalho de autônomos, consultórios de saúde e clínicas, além da abertura de lojas de chocolates. O

leia mais ...

Laguna deve decretar emergência

Em coletiva no final da tarde desta sexta-feira, o Governo de Santa Catarina falou sobre a retomada gradativa das atividades no Estado. O governador Carlos Moisés informou que durante o fim de semana deverá estudar as regras para liberação de mais serviços.

Conforme Moisés, o estudo será para a volta ao trabalho de autônomos, consultórios de saúde e clínicas, além da abertura de lojas de chocolates. O

leia mais ...