Abrigo dos Velhinhos proíbe visitas por tempo indeterminado
Matéria via Infosul / Postado dia 19-03-2020

O Abrigo dos Velhinhos, em Tubarão, suspendeu por tempo indeterminado qualquer tipo de visita aos idosos, inclusive de familiares. A missa e o brechó que acontecem semanalmente também foram suspensos. Atualmente, a entidade atende 43 idosos. Fornecedores e doadores serão atendidos por um funcionário no portão lateral da casa.

Essas medidas, fazem parte das ações de prevenção ao Covid-19 que a entidade adotou.

Segundo a Assistente Social Gislane Rosa de Medeiros, alguns idosos estão ansiosos com as notícias vistas na televisão, mas permanecem realizando suas atividades normais, com todos os cuidados necessários.

Assim como as visitas, as solicitações de vagas também estão suspensas no abrigo.

Os familiares poderão ter informações dos familiares através do telefone: (48) 3628-0351



Veja Também
CEI Cantinho da Alegria é reformado
Calçadas recebem reparos, roçagem e limpeza
Procon orienta sobre documentos necessários para abertura de denúncia

O Abrigo dos Velhinhos, em Tubarão, suspendeu por tempo indeterminado qualquer tipo de visita aos idosos, inclusive de familiares. A missa e o brechó que acontecem semanalmente também foram suspensos. Atualmente, a entidade atende 43 idosos. Fornecedores e doadores serão atendidos por um funcionário no portão lateral da casa.

Essas medidas, fazem parte das ações de prevenção ao Covid-19 que a entidade adotou.

Segundo a Assistente Social Gislane Rosa de Mede

leia mais ...

Laguna deve decretar emergência

O Abrigo dos Velhinhos, em Tubarão, suspendeu por tempo indeterminado qualquer tipo de visita aos idosos, inclusive de familiares. A missa e o brechó que acontecem semanalmente também foram suspensos. Atualmente, a entidade atende 43 idosos. Fornecedores e doadores serão atendidos por um funcionário no portão lateral da casa.

Essas medidas, fazem parte das ações de prevenção ao Covid-19 que a entidade adotou.

Segundo a Assistente Social Gislane Rosa de Mede

leia mais ...