Fogo destrói mais de 500 hectares de vegetação no Parque Estadual Serra do Tabuleiro
Matéria via https://nsctotal.com.br / Atualizado dia 12-09-2019

O incêndio no Parque Estadual Serra do Tabuleiro, em Palhoça, na Grande Florianópolis, fez com que a prefeitura do município decretasse situação de emergência na noite de terça-feira (10), para solicitar reforços no combate. Os trabalhos continuam nesta quarta-feira (11) na maior unidade de preservação ambiental do estado.



Os bombeiros estimam na manhã desta quarta que a área queimada atingiu entre 2500 m² e 3000 m². Por volta do meio-dia, a estimativa chegou a 558 hectares.



Focos de incêndio foram identificados por volta das 9h de terça e o combate seguiu até as 4h desta quarta-feira, segundo os bombeiros. Por volta das 8h30, segundo a Polícia Militar Ambiental (PMA), as chamas voltaram e o combate continua nesta tarde com apoio do Arcanjo, do Corpo de Bombeiros.



Segundo a prefeitura, ainda na terça-feira a Defesa Civil municipal auxiliou os bombeiros no combate às chamas. Dois caminhões hidrojato e equipes da Secretaria Executiva de Saneamento (Samae) também foram deslocados para o combate.



Ainda conforme os bombeiros, à noite, a equipe trabalhou mais intensamente para garantir que o fogo não chegasse às residências. Nesta tarde, houve a mudança da direção dos ventos, de Norte para Nordeste, o que dificulta os trabalho.



"Agora com a amanhecer iremos reavaliar o cenário e estabelecer novas prioridades de ação", explica o tenente coronel Cristiano Cardoso, do Corpo de Bombeiros. O helicóptero da corporação deu suporte à operação na tarde de terça.



Nesta manhã, o combate às chamas é feito em uma ação integrada, com o Arcanjo jogando água e, por terra, combate direto com batedores, abafadores, sopradores e bomba costal. O incêndio atinge uma área de vegetação entre a praia da Pinheira e a BR-101, na Grande Florianópolis, bem como o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro.



Segundo os bombeiros, as chamas se espalharam rapidamente pela vegetação rasteira. O cheiro de fumaça chegou até o Centro de Florianópolis, a quase 50 quilômetros do local do incêndio. As causas do incêndio ainda são desconhecidas, mas os bombeiros acreditam que seja criminoso.



Veja Também
Investigações do caso Marielle levarão a novas prisões, diz delegado
Bolão de assessores do PT ganha Mega-Sena
Caso Brenda: assassino participou do velório da vítima
Sábado terá mutirão para limpar as praias de Laguna