Caso Iara Nogareti: polícia investiga postagem na internet
Matéria via DS / Postado dia 12-06-2019

Passada uma semana do caso Iara Nogareti, de dois anos, que ficou 21h desaparecida em Imaruí, um inquérito policial sobre o caso está em aberto. 

Ontem, postagens em uma rede social diziam que a investigação apontava que o pai seria acusado do sumiço. No entanto, a polícia diz que tudo não passa de especulação. 

Ainda conforme a delegada Patrícia Fronza, responsável pela investigação, todas as postagens na internet sobre o caso estão sendo monitoradas. “Quem escreveu essas informações será inquirido para prestar depoimento”, diz a delegada. 

De acordo com o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP/SC), está totalmente descartada a violência sexual ou qualquer outra violência física, tendo em vista que as lesões que a menina apresentava no momento do reaparecimento são condizentes/compatíveis com sua permanência na mata.

A investigação, de acordo com a delegada, tramita em sigilo, e não serão repassados maiores detalhes, nem mesmo as linhas de investigação que estão sendo seguidas, para não atrapalhar o trabalho.  Segundo a polícia, há 30 dias para o término do inquérito policial, no entanto, tão logo obtiverem resultados concretos da investigação, estes serão repassados.



Veja Também
Desmatamento na Amazônia atinge maior nível em 11 anos, diz Inpe
Evando soma seu primeiro ponto, mas Avaí está rebaixado à Série B
Balneabilidade: 78,2% dos pontos estão próprios para banho em Santa Catarina
STF investiga suposta propina para eleição de Cunha na Câmara

Passada uma semana do caso Iara Nogareti, de dois anos, que ficou 21h desaparecida em Imaruí, um inquérito policial sobre o caso está em aberto. 

Ontem, postagens em uma rede social diziam que a investigação apontava que o pai seria acusado do sumiço. No entanto, a polícia diz que tudo não passa de especulação. 

Ainda conforme a delegada Patrícia Fronza, responsável pela investigação, todas as postagens na interne

leia mais ...