Oficinas gratuitas têm matrículas abertas
Matéria via DS / Postado dia 14-09-2018

Quem olha Melize da Rocha Valgas, de apenas oito anos de idade, pode fazer um pré-julgamento equivocado devido a pouca idade da menina. Mas basta puxar uma conversa sobre música que ela começa a relatar com desenvoltura toda a experiência que já tem com os instrumentos musicais.

“Já aprendi seis músicas e também alguns solos no violão. No ano que vem, eu vou entrar pra aula de violino, e depois quero fazer aulas de piano”, projeta a decidida aluna da oficina de violão do professor Julierme 
Beckhauser Blasius.

De repente chega a mãe de Melize, Maricélia, para buscá-la, como fazem quase todos os pais de alunos que frequentam as oficinas no Parque Ambiental Encantos do Sul. Orgulhosa, a mãe acrescenta uma informação que a filha tinha esquecido de contar. “Ela participa do coral da igreja que frequentamos, em Capivari de Baixo, e faz isso com muita vontade”, diz Maricélia.

A música poderia ser mais um talento adormecido na vida de Melize, mas a vontade de participar desse meio foi despertada a partir de seu ingresso na oficina de violão. O fato é que as oficinas de música, teatro e dança, oferecidas gratuitamente pelo parque ambiental, têm mudado a vida de crianças e adolescentes da região. Os pais também são impactados pelas aulas, pois veem os filhos mudar, em casa e na escola.

As oficinas acontecem de segunda a sexta-feira, nos dois turnos. Para as oficinas de violão, teatro e dança, as turmas já foram formadas no início do semestre. 

Mas para as aulas de orquestra (violino, violoncelo, violão, piano e instrumentos de sopro), a matrícula pode ser feita no decorrer do ano, já que as aulas são realizadas de modo individualizado. 

As aulas são ofertadas graças aos recursos oriundos de Leis de Incentivo à Cultura, captados por meio do Plano Bianual da Associação Jorge Lacerda – AJL. A associação foi criada para administrar o parque, e é formada por cinco entidades: Unisul, Amurel, Ases, Fucap e Engie.


RESPONSÁVEIS PODEM FAZER MATRÍCULA

Quem ficou interessado no projeto pode procurar o parque ambiental de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h, ou ligar para (48) 3623-2460. As aulas são gratuitas. As turmas de orquestra (violão, violoncelo, violão, piano e instrumentos de sopro) têm matrículas abertas durante todo o ano.



Veja Também
Homem é preso com moto roubada em Tubarão

Quem olha Melize da Rocha Valgas, de apenas oito anos de idade, pode fazer um pré-julgamento equivocado devido a pouca idade da menina. Mas basta puxar uma conversa sobre música que ela começa a relatar com desenvoltura toda a experiência que já tem com os instrumentos musicais.

“Já aprendi seis músicas e também alguns solos no violão. No ano que vem, eu vou entrar pra aula de violino, e depois quero fazer aulas de piano”, projeta a decidida aluna da oficina

leia mais ...

DM do Leão decide hoje sobre Lima e Adriel

Quem olha Melize da Rocha Valgas, de apenas oito anos de idade, pode fazer um pré-julgamento equivocado devido a pouca idade da menina. Mas basta puxar uma conversa sobre música que ela começa a relatar com desenvoltura toda a experiência que já tem com os instrumentos musicais.

“Já aprendi seis músicas e também alguns solos no violão. No ano que vem, eu vou entrar pra aula de violino, e depois quero fazer aulas de piano”, projeta a decidida aluna da oficina

leia mais ...

Contribuintes de Gravatal com débitos podem aderir ao Refis até dezembro

Quem olha Melize da Rocha Valgas, de apenas oito anos de idade, pode fazer um pré-julgamento equivocado devido a pouca idade da menina. Mas basta puxar uma conversa sobre música que ela começa a relatar com desenvoltura toda a experiência que já tem com os instrumentos musicais.

“Já aprendi seis músicas e também alguns solos no violão. No ano que vem, eu vou entrar pra aula de violino, e depois quero fazer aulas de piano”, projeta a decidida aluna da oficina

leia mais ...

Atlético Tubarão renova com goleiro Ramon